domingo, 14 de febrero de 2016

O quadro adormecido



Ana Quiroga.
In: El muchacho muerto (Buenos Aires: Fuera del río, 2014), pp. 15-19


Tradução: Idelber Avelar



            Um jovem pintor demora dois anos para delinear a forma perfeita de uma mulher imaginada. A mulher cochila em uma rede de vime com um livro entre as mãos. O livro, de capa vermelha e aberto pela metade, está a ponto de cair das pernas da mulher. O vestido branco, ou seja, uma dobra do vestido branco, não permite que o livro caia.
            Por anos, o quadro fica a resguardo de olhares alheios devido à impopularidade do jovem pintor, que não frequenta mestres nem círculos de belas artes.

            O jovem pintor tem que se mudar: o aluguel é caro demais para esses dois quartos lotados de telas. Um robusto empregado de uma empresa de transportes levanta o quadro no ar: um vizinho que o vê lança um grito e o detém.
            Acontece um breve escândalo na rua.
            O escândalo continua em um tribunal.

Follow by Email